Governo: será difícil acabar com lixões | Planeta Melhor

Planeta Melhor

Google:


1 usuário Online

Como eu posso ajudar?


Saiba como você pode ajudar!
Clique aqui

Enquete
Polls

O que você faz pelo meio ambiente?







Ver resultado
Loading ... Loading ...
Dicas úteis

Use Ecobags

A EcoBag está na moda e há modelos e cores para todos os gostos. As sacolas reutilizáveis são aliadas do meio ambiente, já que as sacolinhas descartáveis, aquelas usadas normalmente em mercados, liberam gás carbônico e metano na atmosfera.

Governo: será difícil acabar com lixões

Política Nacional de Resíduos Sólidos prevê prazo para 2014

Vai ser difícil acabar com os lixões no país até 2014, admitiu ontem o secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Silvano Silvério da Costa. O prazo é previsto na Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sancionada pelo então presidente Lula no fim do ano passado, estabelecendo que até 2 de agosto de 2014 o Brasil não tenha mais nenhum lixão e que os aterros sanitários recebam apenas rejeitos (o que não é possível reciclar ou reutilizar).

Durante debate sobre resíduos sólidos na Fecomércio de São Paulo, ontem, Costa afirmou que um dos caminhos para acabar com os lixões é incentivar a formação de consórcios intermunicipais, que dispensariam um aterro sanitário para cada cidade. O secretário adiantou que neste ano deve ser lançada a segunda etapa do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 2) para resíduos sólidos, com verba de R$ 1,5 bilhão.

A política nacional prevê ainda obrigações aos moradores. Quem residir em cidades que contam com serviço de coleta seletiva deve separar adequadamente o seu lixo, sob pena de advertência ou multa, que variará de R$ 50,00 a R$ 500,00.

Fonte: Correio do Povo

Voltar   


Realização: Base Software Apoio: ABADI